Japamala
  • Japamala

Japamala

  • Ref.: JPM000024
  • Disponibilidade: Pronta Entrega
favorite_border favorite_border favorite_border favorite_border favorite_border Avaliar este produto
A Pôr do Sol Expansão apresenta em sua linha de Acessórios os Japamalas para Meditação. São diversos modelos para você disponíveis.
TABELA DE TAMANHOS

R$ 58,00

1x de R$ 58,00 sem juros
Ganhe 58 pontos
Você pode adquirir este produto utilizando 1160 pontos.
Mais formas de pagamento
Calcule o frete Não sei meu CEP

DETALHES DO PRODUTO

O QUE É UM JAPAMALA?

É um terço de meditação usado no Yoga para a contagem de respirações ou, principalmente, de mantras nas práticas de meditação. Em sânscrito, ‘japa’ significa repetição e ‘mala’ quer dizer colar de contas.

O Japamala é um acessório ou ferramenta de uso pessoal, por carregar a energia de quem o utiliza e também dos mantras entoados com ele. Por isso, com o tempo de uso, o Japamala adquire também a característica de um talismã ou guardião, que protege a pessoa que o utiliza e o ambiente onde o colar sagrado estiver.

Além disso, ele é bastante útil para quem pratica mantras porque evita distrações e ajuda a mente a focar no mantra, sem se preocupar com qualquer tipo de contagem, por exemplo. 

Segundo a tradição mais antiga, para ser considerado um Japamala verdadeiro e sagrado, o ideal é que esse colar de contas seja feito e usado considerando alguns preceitos ou regras.

QUANTAS CONTAS TEM UM JAPAMALA?

O Japamala mais tradicional tem 108 contas, um número bastante simbólico para o Yoga. Ancestralmente, os textos sagrados sugerem que sejam feitas 108 repetições de um mesmo mantra. 

Além das 108 contas, há sempre uma extra, chamada de meru, utilizada para marcar o início e o fim (ou recomeço) de um ciclo de mantras. Esta 109ª conta simboliza o mestre ou professor que nos orienta na prática ou, ainda, alguma divindade do hinduísmo ou mesmo nosso verdadeiro mestre (nossa consciência).

COMO USAR UM JAPAMALA?

Tradicionalmente, o Japamala é usado na mão direita, considerada na Índia a mão pura. 

A posição da mão lembra a postura que fazemos em um cumprimento de aperto de mãos. Com a mão direita deitada, separe um pouco o indicador e posicione o Japamala sobre o dedo médio. Importante: o dedo indicador simboliza o nosso ego e, por essa razão, não deve encostar no Japamala durante a prática.

O início da prática começa sempre na primeira conta ao lado do meru, a conta extra. Ao vocalizar um mantra, é preciso puxar uma conta com ajuda do polegar, sempre em direção a você, e assim sucessivamente. Se estiver entoando o mantra Om, por exemplo, você repetirá o mantra a cada conta que puxar com o polegar, simultaneamente.

Quando chegar ao fim do seu Japamala, isto é, na última conta antes do meru, você deve encerrar os mantras.  Se quiser continuar um novo ciclo, não passe por cima do meru. Ao contrário, você deve retornar pelo caminho já trilhado, da seguinte maneira: segure a última conta antes dele, gire-a com ajuda do polegar e dedo médio e, em seguida, passe o dedo médio para baixo e o polegar para cima. Aí é só recomeçar.

(Fonte: Gilistore - Universo da Meditação)

--

Sobre os Japamalas da Pôr do Sol

Contas: 108

Comprimento: 53cm

Peças exclusivas feitas com contas diversas de madeira, cristal, resina, entre outros materiais.